Buscar
  • siteabinfinanceira

Vou casar! Agora quero casa Pt. 2


No post anterior abordamos as principais dicas para você se preparar para a compra do seu primeiro imóvel e depois de já ter conhecido bem o lugar onde você pretende morar, chegou a hora de abordarmos a parte burocrática. Ah! E temos boas noticias nesse post.


Além de sonhar com o local ideal, com uma boa vizinhança e com toda segurança que precisamos, é preciso também se preparar para a burocracia que esse momento reserva, mas tenha calma que não é esse bicho de sete cabeças.

1 - Faça um bom planejamento financeiro.

o primeiro passo é organizar seus ganhos e gastos em uma planilha ou aplicativo, calculando o quanto sobra a cada mês. Assim, ficará mais fácil determinar quanto será possível investir na sua futura propriedade.

Depois, tente visualizar nesse orçamento quanto você gasta mensalmente e o que pode ser cortado, para garantir uma parcela maior. Uma boa dica é reduzir o número de vezes que você come fora de casa, reduzir o valor de planos de serviços que não utiliza com tanta frequência e, principalmente, controlar suas finanças.


Cortando gastos e controlando o uso do seu dinheiro, será viável economizar mensalmente. Além disso, avalie a possibilidade de utilizar alguma aplicação financeira para fazer o valor render enquanto espera o imóvel ideal aparecer.

A poupança, que por muitos anos foi o melhor e mais seguro investimento, perde hoje para os fundos de renda fixa em rentabilidade — que, além disso, são tão seguros quanto. Pesquise para saber qual é o prazo que melhor atende à sua demanda.

2 - Leve em conta a renda familiar.

A renda familiar é um quesito importante a ser considerado na hora de comprar um imóvel. Afinal, a soma dos seus ganhos e os do parceiro influencia no quanto será disponibilizado para a realização do sonho da casa própria.

Por exemplo, se você optar por um financiamento, a recomendação é que o valor da prestação não comprometa mais do que 30% da renda mensal dos envolvidos com o empréstimo. No entanto, considere uma quantia extra que deverá ser paga como entrada, geralmente à vista.


3 - Você tem descontos na compra do primeiro Imóvel.

É isso mesmo!


As pessoas que adquirem seu primeiro imóvel podem, sim, ter um desconto no ITBI. No entanto, isso só será possível se a compra for feita pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Existem algumas questões que precisam ser consideradas. Veja:

  • é importante ressaltar que essa redução oferecida não é um privilégio somente para aqueles que compram o seu primeiro imóvel, mas para qualquer pessoa que compre por intermédio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH);

  • a regra se aplica independentemente do município onde se encontra o imóvel. Porém, dependendo do valor do bem, o imposto é reduzido para 0,5%. Lembrando que, caso seja ultrapassado o valor limite do imóvel, o que exceder será cobrado com o valor da alíquota normal;

  • no caso de um imóvel ser adquirido pelo programa social Minha Casa Minha Vida, o comprador será beneficiado com um desconto no ITBI de 75%.


4 - Fique atento a documentação necessária.

Organizar os documentos necessários para compra e venda de imóvel pode parecer difícil, mas é tarefa essencial dentro do planejamento de quem deseja adquirir uma propriedade.

Isso porque essa é uma etapa delicada e que, se mal executada, poderá trazer futuros contratempos, tanto para o comprador, quanto para o vendedor.

São eles:

  • RG ou RNE (Registro Nacional de Estrangeiros);

  • CPF (Cadastro de Pessoa Física);

  • Comprovante de residência (conta de consumo);

  • Extrato atualizado do FGTS (em caso de utilização de saldo)

  • Declaração de Imposto de Renda, juntamente com o protocolo da entrega na Receita ou Notificação do IR;

  • Cópias das aplicações financeiras (se houver);

  • Comprovante de renda (em caso de financiamento)

  • Comprovante de estado civil


5 - Analise a documentação do imóvel

Antes de comprar o primeiro imóvel, é muito importante fazer uma pesquisa para saber se o empreendimento está dentro das leis. Para isso, vale muito a pena consultar uma imobiliária ou um advogado, que fará uma boa análise da propriedade.

É algo que demandará certo investimento, mas é fundamental fazer isso, antes da compra, para não cair em uma cilada.


Esperamos que você tenha gostado dessas dicas!

Conhece mais alguém que está sonhando com a compra do primeiro imóvel? Compartilhe esse post com eles.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo